Notícias

26 abr.2021

Diabetes tipo 1: insulina biossimilar

Compartilhe:

Dados apresentados em 2019 estimam que a prevalência de diabetes no mundo é de 9,3% da população (463 milhões de pessoas). Entenda o que é o diabetes tipo 1, quais os tratamentos e como funciona a terapia com insulina biossimilar.

 

O que é?

O diabetes é uma doença que pode ser classificada a partir de duas categorias (tipo 1 e tipo 2), na qual o organismo do indivíduo não consegue metabolizar de maneira correta a glicose. Ao contrário do que muitas pessoas pensam, a glicose é um componente essencial para o funcionamento do corpo, porém, quando há deficiência no metabolismo adequado de suas moléculas, podem surgir problemas nos rins e outros problemas graves para os pacientes.

O diabetes tipo 1 é uma patologia que está relacionada à imunidade do organismo e é geralmente identificada na infância ou na juventude. Sendo uma doença autoimune, ocorre após as células de defesa do organismo atacarem e destruírem células específicas do pâncreas, cuja função é sintetizar e secretar insulina (hormônio responsável pelo metabolismo da glicose). Por esse motivo, os pacientes diagnosticados com diabetes tipo 1 são dependentes da reposição de insulina para controlar a taxa de açúcar no sangue.

Tratamentos
Para os pacientes portadores do diabetes tipo 1 é necessária não só a reposição de insulina, mas também uma mudança no estilo de vida: uma alimentação balanceada e a prática regular de atividades físicas são indispensáveis para o adequado controle da doença. O controle glicêmico (controle de açúcar no sangue) faz parte do acompanhamento e do tratamento da doença e, assim como os outros cuidados, deve ser feito de maneira rigorosa.

Existe um grande número de pessoas diagnosticadas com diabetes tipo 1, o que faz com que os gastos dos sistemas públicos de saúde e dos próprios pacientes para o tratamento e controle da doença sejam extremamente altos. A inserção de medicamentos biossimilares no mercado, como a insulina biossimilar, possibilita aos pacientes diabéticos mais opções de tratamento e um acesso mais democrático às terapias mais modernas de alta tecnologia.

A primeira insulina biossimilar aprovada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) começou a ser comercializada no Brasil em 2018 e, assim como os outros medicamentos  biossimilares, é um produto que foi aprovado após comparação com um medicamento biológico de referência. Vale lembrar que todos os biossimilares passam por extenso processo de desenvolvimento e avaliação que garantem eficácia e segurança do tratamento equivalentes aos obtidos com o medicamento comparador.

 Referências bibliográficas:

Abril/2021

Notícias Relacionadas

Mantenha-se informado sobre Biossimilares

Assine a newsletter do site e receba periodicamente as novidades em seu e-mail.

Fale conosco