Notícias

18 set.2017

Rituximabe tem desfecho favorável para miastenia gravis

Compartilhe:

Estudo publicado no Centro Nacional de Informação Biotecnológica (NCBI) avaliou a eficácia do rituximabe no tratamento da miastenia gravis (MG) e constatou que este medicamento aumentou a probabilidade de um desfecho favorável.

Eles fizeram uma revisão multicêntrica comparando pacientes com anti-MuSK com MG tratados com rituximabe e outros pacientes tratados sem rituximabe. A conclusão clínica primária foi o estágio e a intensidade do tratamento, um novo resultado que combina o estado de pós-adesão e o número de doses de outras terapias imunossupressoras utilizadas.

Miastenia gravis é um distúrbio crônico neuromuscular caracterizado pela fraqueza muscular e fadiga rápida quando o músculo é exigido.

Você pode conferir o estudo completo neste link: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/28801338

Fonte: NCBI

Saiba mais:

Rituximabe foi destaque na ASH 2016

Avaliação do custo-benefício do rituximabe.

Notícias Relacionadas

Mantenha-se informado sobre Biossimilares

Assine a newsletter do site e receba periodicamente as novidades em seu e-mail.

Fale conosco