Notícias

15 jun.2017

Ministros europeus querem acesso mais barato a medicamentos

Compartilhe:

Em maio, os ministros da saúde de dez países europeus discutiram, em Malta, o acesso e o custo dos medicamentos, defendendo alterações na formulação de preços em benefício dos doentes.

Portugal, Grécia, Espanha, Itália, Chipre, Bélgica, Romênia, Irlanda, Malta e Eslováquia participam pela terceira vez deste tipo de encontro com representantes da indústria farmacêutica e associações de pacientes para discutir sobre a concorrência, os desafios da transparência e a elaboração de novos modelos de preços.

“A procura de soluções para garantir o acesso a novos medicamentos, mantendo a segurança e a estabilidade financeira dos países europeus, é um objetivo comum a todos os participantes desta mesa-redonda. É necessária uma mudança dos mecanismos para a formulação dos preços que beneficie os doentes, garanta essa sustentabilidade, e promova a concorrência e o retorno do investimento da indústria farmacêutica”, falou o ministro Adalberto Campos Fernandes.

A Europa é o maior mercado para os biossimilares.

Portugal exige cota mínima de 20% para biossimilares.

Fonte: Público

Notícias Relacionadas

Mantenha-se informado sobre Biossimilares

Assine a newsletter do site e receba periodicamente as novidades em seu e-mail.

Fale conosco